Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

terça-feira, 2 de agosto de 2016

O PT quebrou o Brasil? kkkkkk - Marcos Doniseti!

O PT quebrou o Brasil? kkkkkk - Marcos Doniseti!
Investimentos externos produtivos tiveram um crescimento considerável no Brasil durante os governos Lula e Dilma. Entre 2000-2002 eles foram de US$ 71,8 bilhões, enquanto chegaram a US$ 181,2 bilhões entre 2011-2013. 
'O PT quebrou o Brasil', dizem os golpistas reacionários, mentirosos e fascistas. 
Então, será que eles poderiam me explicar isso aqui:

1) PIB:

2002 = US$ 459 bilhões (13o. do mundo);
2014 = US$ 2,4 trilhões (7o. do mundo);
Aumento de 422,8%;

2) Renda Per Capita:

2002 = US$ 2.810;
2014 = US$ 11.670;
Aumento de 315,3%;

3) Juros Nominais (Selic):

2002 = 25% ao ano;
2015 = 14,25% ao ano;
Queda de 43%;
A Dívida Pública Líquida despencou durante os governos Lula e Dilma, passando de 60,4% do PIB (2002) para 34,6% do PIB (2014), acumulando uma redução de 42,7%. 
4) Juros Reais (Selic):

2002 = 12,5% ao ano;
2015 = 3,5% ao ano;
Queda de 72%;

5) Reservas Internacionais Líquidas:

2002 = US$ 16 bilhões;
2015 = US$ 376 bilhões;
Aumento de 2250%;

6) Inflação (média anual):

1995-2002: 9% ao ano;
2003-2015 = 6% ao ano;
Queda de 33%;

7) Desemprego:

2002 (média anual): 12,5%;
2014 (média anual): 4,8%;
Queda de 61,6%;
Em 2002, o Brasil possuía cerca de 3,6 milhões de estudantes no ensino superior. Em 2013, esse número era de 7,2 milhões (o dobro). 
8) Salário Mínimo:

2002 = R$ 200 (US$ 55);
2016 = R$ 880 (US$ 250);
Aumento de 340%;

9) Dívida Pública Bruta:

2002 = 78% do PIB;
2014 = 56% do PIB;
Queda de 28,2%;

10) Dívida Pública Líquida:

2002 = 60,4% do PIB;
2015 = 34% do PIB;
Queda de 43,7%;
As reservas internacionais líquidas do Brasil cresceram fortemente durante os governos Lula e Dilma, passando de US$ 16 bilhões (2002) para US$ 376 bilhões (2016). 
11) Escolas Técnicas Federais construídas:

1995-2002 = 11;
2003-2015 = 422;
Aumento de 3736%;

12) Estudantes no Ensino Superior:

2002  = 3,5 milhões;
2013 = 7,2 milhões;
Aumento de 105,7%;

13) Oferta de Crédito:

2002 = 23% do PIB;
2015 = 59% do PIB;
Aumento de 156,5%;

14) Investimentos Externos Produtivos:

2002 = US$ 16,6 bilhões;
2015 = US$ 75 bilhões;
Aumento de 351,8%;

15) Balança Comercial:

1995/2002 = Déficit de US$ 8,7 bilhões;
2003/2016 (Até o fim de Abril) = Superávit de US$ 340,4 bilhões;

16) Vendas de Veículos Zero Km:

2003/2006: 6.524.000;
2007/2010: 11.939.000;
2011-2014: 14.700.000 (recorde histórico).

Total 2003/2014: 33.163.000 (recorde histórico).
O Salário Mínimo teve um forte aumento durante os governos Lula e Dilma, passando de R$ 200 (2002) para R$ 880 (2016). Caso o reajuste tivesse sido apenas pela inflação acumulada entre 2003-2016 (130%) o valor atual seria de apenas R$ 460. 
Fontes: Banco Central, IBGE, IPEADATA.

Links:

Reservas internacionais líquidas (dia 11/05/2016):


Taxa de Inflação no Brasil entre 1995 e 2014:


Evolução da Dívida Pública no Brasil entre 1994 e 2013:

3 comentários:

Erico disse...

Qual a fonte do primeiro gráfico?

Marcos Doniseti disse...

A fonte é essa aqui (os dados foram retirados do site do Banco Central).

https://novascartaspersas.wordpress.com/2013/12/12/em-trienio-perdido-de-dilma-investimento-estrangeiro-direto-bate-recorde-historico-no-brasil/

Marco Antônio disse...

Pois é os caras são bons na política..